Buscar

Resolve to Save Lives publica artigos enfatizando os benefícios da redução de sódio

A iniciativa Resolve to Save Lives, da Vital Strategies, acaba de lançar dois artigos sobre a redução do sódio que sugerem estratégias para beneficiar e melhorar a saúde da população.


O primeiro artigo, “Ações Prioritárias para Avançar na Redução de Sódio da População”, identifica sete estratégias de alta prioridade para lidar com as principais fontes de sódio (alimentos industrializados, alimentos preparados ou consumidos fora de casa e alimentos preparados em casa).


As estratégias incluem: regulamentações de rotulagem na frente da embalagem, metas de reformulação de alimentos para alimentos industrializados, regulamentação da comercialização de alimentos e bebidas para crianças, tributação sobre alimentos com alto teor de sódio, políticas públicas de aquisição de alimentos para instituições públicas, campanhas na mídia e promoção, distribuição e subsídios ao sal com baixo teor de sódio.


O artigo sugere que os governos usem várias estratégias baseadas em evidências para salvar vidas, reduzindo a ingestão de sódio.


Resolve to Save Lives.

O segundo artigo, “Sem reviravolta na redução de sódio”, sugere abordar dois desafios para a redução de sal na população. A primeira é uma controvérsia acadêmica em torno do amplo consenso científico sobre os benefícios da redução de sódio para a saúde: um pequeno número de estudos observacionais mostrou uma relação em forma de U ou J entre a ingestão de sódio e os resultados de doenças cardiovasculares, sugerindo que a ingestão de sódio muito baixa é associado a riscos para a saúde.


Mas esses estudos observacionais têm sérias limitações metodológicas, incluindo o uso de amostra pontual de urina para estimar a ingestão de sódio, que pesquisas recentes mostraram distorcer os resultados. Avaliações rigorosas da National Academies of Medicine nos Estados Unidos e da European Food Safety Authority afirmaram que a ingestão de sódio deve ser limitada a no máximo 2.000 mg / dia (UE) ou 2.300 mg / dia (EUA).


O artigo identifica a implementação de intervenção em toda a população para reduzir a ingestão de sódio como um segundo e mais importante desafio, e conclui que programas de múltiplos componentes com um componente estrutural ou político (por exemplo, regulamentação, tributação) são mais eficazes.


Leia +Recursos aqui.

2 visualizações

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube