• FórumDCNTs

Cobertura do 8° Encontro - dos lançamentos da OMS ao impacto da COVID-19 sobre as DCNTs

O impacto das doenças crônicas no atual cenário da pandemia e lançamentos de dois materiais internacionais foram destaques do 8º encontro do FórumDCNTs


As doenças crônicas são um dos principais desafios de saúde pública nos países da América, com impactos na qualidade de vida, nos serviços de atendimento e, atualmente, elevado índice de mortalidade de pessoas com essas condições quando infectadas pelo novo coronavírus.

Mesa de Abertura - Comissão Consultiva do FórumDCNTs trazendo reflexões multistakeholders e multisetoriais sobre "Parcerias, Oportunidades e Riscos em 2021".


A proposta do FórumDCNTs é identificar prioridades e promover parcerias entre instituições dos setores público, privado e terceiro setor para contribuir ao combate da causa de mais de 75% das mortes no Brasil. “Além de fortalecer os esforços no enfrentamento dessas doenças, o encontro abordou o importante papel das parcerias em saúde nas questões de prevenção, tratamento e controle dessas doenças, dentre elas: diabetes, hipertensão arterial, câncer, doenças vasculares, doenças respiratórias, saúde mental e obesidade”, conta o Coordenador do FórumDCNTs, Dr. Mark Barone, Doutor em Fisiologia Humana pela USP, Especialista em Educação em Diabetes.


Uma das doenças com maior prevalência, o diabetes, possui, atualmente, meio bilhão de pessoas acometidas no mundo. Como o aumento na incidência dessa condição vem preocupando especialistas, o evento também foi palco do lançamento do Global Diabetes Compact no Brasil. O material, produzido pela OMS com a colaboração de especialistas de diferentes setores e países, incentiva ações que contribuem para melhorias de acesso aos tratamentos e uma reconstrução otimizada dos sistemas de saúde, levando em conta o que estamos aprendendo com as experiências da pandemia. “Empoderar pessoas com diabetes e elevar o nível de letramento e educação em saúde em populações de risco pode levar a importantes resultados para a prevenção de DCNTs e suas complicações”, analisa o especialista ao enfatizar que as ações sobre os fatores de risco ainda são limitadas e que vivemos em um ambiente descrito como obesogênico, que favorece comportamentos não saudáveis.


Esse cenário revela que a população continua sob risco de desenvolver complicações devido à presença de comorbidades. Por esse motivo, o FórumDCNTs também aproveitou o encontro para lançar outro material estimulando o engajamento das pessoas com DCNTs em processos decisórios. O assunto está no relatório da OMS "Nothing for us, without us", que descreve como e por que engajar pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e alterações de saúde mental ou neurológica, para a efetividade de programas e políticas dedicadas a essas condições.

Apresentação da Dra. Neda Milevska-Kostova (IAPO).


Além dos especialistas da OMS, Dr. Guy Fones, e da OPAS, Dr. Anselm Hennis, participou do painel internacional a vice-presidente da Aliança Internacional das Organizações de Pacientes (IAPO), Dra. Neda Milevska-Kostova. A moderação foi conduzida pelo Sr. Pedro de Paula, diretor Brasil da Vital Strategies, organização global composta por especialistas e pesquisadores de vários campos do conhecimento que trabalham com governos e outras organizações para enfrentar alguns dos mais difíceis desafios mundiais para a saúde.

Apresentação Profa. Dra. Deborah Malta.


Durante o 8° encontro, muitos painelistas relataram desafios atuais associados ao fato de os grupos de pessoas com DCNTs terem mais risco de agravamento e morte por COVID-19. Além disso, a Profa. Dra. Deborah Malta (UFMG), uma das principais pesquisadoras de doenças crônicas no país, destacou aumento de comportamentos não saudáveis da população em geral, mas ainda mais pronunciado em pessoas com DCNTs, que relatam também piora de sua saúde. Com isso, os especialistas alertaram para uma potencial aceleração no aumento da prevalência de obesidade e outras DCNTs e desenvolvimento de complicações como doença renal crônica, infarto e AVC entre aqueles que já têm diabetes, hipertensão, dislipidemia e não estão conseguindo atendimento, medicamento ou manter hábitos saudáveis necessários para o manejo dessas condições.

Debate multisetorial sobre "Atual ameaça ao ODS 3.4 e o papel dos setores público, privado e das parcerias".


A fim de comentar as prioridades identificadas pelos GTs do FórumDCNTs, que conta com representantes da sociedade civil, academia e setor privado, tomadores de decisão do setor público também participaram ativamente dos debates e se engajaram nos planos. Entre eles, destacamos o engajamento do Deputado Federal Dr. Pedro Westphalen nos avanços da imunização de pessoas com DCNTs e nos protocolos para diagnóstico precoce e tratamento oportuno de doenças respiratórias; da Dra. Ana Patrícia de Paula, do Ministério da Saúde, para ações de conscientização, letramento e educação em saúde a fim de voltarmos aos trilhos em direção ao ODS 3.4; a Sra. Patricia Vasconcelos, também do Ministério da Saúde, comprometida a avançar nos planos de implementação do Plano Nacional de Enfrentamento das DCNTs 2021-2030, no qual o FórumDCNTs contribuiu ativamente da elaboração; e do Sr. Mauro Junqueira, que abriu as portas do CONASEMS para parcerias com os membros do FórumDCNTs, a fim de avançar nas ações através da Atenção Primária de todo o país.


Painel sobre "Análise de Potencial de Enfrentamento e Parcerias por Stakeholders de Diferentes Setores".


Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, como o 17, que estimula parcerias para o atingimento das metas, incluindo a 3.4, de redução em 1/3 de mortes prematuras por DCNTs até 2030, foram debatidos durante o 8° encontro. Especialistas, como o Prof. Dr. Alberto Ogata (FGV) e a Dra. Zeliete Zambon (SBMFC), enfatizaram a necessidade de um pensamento mais holístico para entendermos e agirmos sobre a íntima associação entre o desafio das doenças crônicas e os determinantes sociais da saúde. Deixaram claro, assim, como declara a ONU, que os ODSs não podem ser vistos de forma isolada. Portanto avançarmos no ODS 3, sobre saúde de bem-estar - especialmente neste momento dramático de pandemia -, teremos também que investir no ODS 1 - erradicação da pobreza - e no ODS 4 - educação de qualidade -, por exemplo.


Para mais informações e acesso à gravação de todos os trechos do evento, visite: https://www.forumdcnts.org/post/8-encontro-forumdcnts


Fotos do evento em: https://www.forumdcnts.org/fotos-8-encontro-forumdcnts


Cobertura na Imprensa:


- Atlântica Editora.

- CBN Campo Grande (8/4/2021), entrevista.

- Jornal do Comércio do RS.

- Momento Diabetes.

- Nutrição Brasil.

- Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício.

- Thathi TV (13/4/2021), entrevista a partir de 1'24"00''' do vídeo.

- TJCC: DCNTs e impactos da pandemia são discutidos no 8º Encontro do FórumDCNT.