• FórumDCNTs

Relatório GT Alimentação Saudável - 9° Encontro do FórumDCNTs 2021

Problemas prioritários identificados:

  1. Baixa consciência sobre os benefícios nutricionais e para a saúde do consumo de frutas e vegetais, especialmente quando associados a alimentação e estilo de vida diversificados, equilibrados e saudáveis, com potencial para prevenção de DCNTs e suas complicações.

  2. Conhecimento limitado da população sobre o Guia Alimentar para a População Brasileira, incluindo em escolas e entre os estudantes.

  3. Preço das frutas, legumes e verduras inacessíveis para grande parte da população brasileira.

  4. Falta de transversalidade do tema “Alimentação Saudável” nas DCNTs e como fator de risco/proteção para todas as DCNTs.

Planos dos participantes desta reunião para enfrentar os problemas prioritários identificados (próximos 6 meses)

  • Ampliação da compreensão das políticas públicas para alimentação saudável, desertos e pântanos alimentares, Apartheid alimentar, melhorando acesso físico e financeiro das pessoas aos alimentos saudáveis.

  • ACT, com parceiros:

  • e o Joio e o Trigo, desenvolver um curso de nutricionismo com foco em professores do ensino médio, e uma campanha para apresentar as bases do Guia Alimentar para a população brasileira;

  • ações contínuas de advocacy para a tributação de alimentos não-saudáveis, enfatizando a pauta “alimento saudável precisa ser mais barato e o ultraprocessado mais caro”;

  • Divulgação massiva do relatório “Dinâmica e Diferenças dos preços dos alimentos saudáveis e ultraprocessados no Brasil” e desdobramentos dos primeiros achados do relatório.

  • Pé de Feijão, com parceiros:

  • formação de multiplicadores - sejam educadores da rede pública, educadores não formais de espaços públicos como hortas e composteiras comunitárias, educadores de ONGs e outros - para democratizar repertório de como trabalhar na prática a alimentação sustentável;

  • ampliação de projetos de articulação comunitária para educação alimentar e ambiental e implantação, formação e autonomia nos cuidados de hortas e composteiras por parte de comunidades, articulando com diferentes atores para influenciar políticas públicas;

  • movimento para aprovação do Projeto de Lei de Agricultura Urbana em Campinas: https://novo.campinas.sp.gov.br/noticia/42262, apoiando a articuladora do projeto para ampla divulgação desse trabalho, a fim de inspirar outros municípios.

  • Grupo Técnico sobre desperdício e perdas perdas e desperdício dos alimentos da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), trabalhará na revisão de datas de validade, rotulagem, ultraprocessados na cesta básica e isenção de ICMS para empresas que doarem alimentos saudáveis.

  • Colaboração com todos os outros GTs do FórumDCNTs, para construirmos objetivos estratégicos ligados à prevenção e promoção da alimentação saudável, fator primordial para prevenção de DCNTs, e contar com visibilidade e parcerias através dos canais e redes do FórumDCNTs.

Avanços alcançados através de membros deste GT e suas parcerias, durante o ano de 2021:

  • Laboratório de Inovação lançado no dia 1 de julho pela OPAS, FAO, INCA, Ministério da Saúde, PMA (LINK) - 90 iniciativas mapeadas, 5 diálogos regionais e e-book como produto final;

  • ACT, com parceiros:

  • divulgou iniciativas de sucesso do PNAE (Paraná e em Paragominas no Pará);

  • lançou a segunda e terceira fase da campanha Tributo Saudável ACT, para a tributação das bebidas açucaradas e da Campanha Só Acredito Vendo, chamando atenção dos subsídios dados pelo governo a setores que causam danos à saúde e ao meio ambiente;

  • desenvolveu relatório econômico para tentar entender as razões de a comida saudável estar longe da mesa dos brasileiros;

  • realizou oficina com o Jornalistas para expor o assunto e promover matérias jornalísticas.

  • e OPAS participaram dos diálogos preparatórios para a Cúpula dos Sistemas Alimentares realizado pelo MRE;

  • e OPAS apoiaram IDEC em defesa do Guia Alimentar;

  • desenvolveu relatório econômico para entender as razões da comida saudável estar longe da mesa dos brasileiros e realizou oficina com o Jornalistas para expor o assunto e promover matérias jornalísticas.

  • Pé de feijão, com parceiros:

  • desenvolveu formação de professores da rede pública com base no Guia Alimentar (piloto em escola Municipal em São Paulo);

  • e rede de escolas Yázigi promoveram campanha de doações de alimentos mais saudáveis;

  • com o SESC 24 de maio, promoveu aulas online e ao vivo para multiplicadores do sistema de ensino - uso da horta, alimentação saudável e compostagem como ferramenta pedagógica.

Nome das instituições e seus representantes na reunião em outubro:

  • Ana Maria Maya, CGAN/DEPROS/MS

  • Bruna Lima, FórumDCNTs

  • Luisa Haddad, Pé de Feijão (Co-Facilitadora)

  • Marília Albiero, ACT Promoção da Saúde (Facilitadora e Relatora)



Nome das instituições e seus representantes na reunião em setembro:

  • Bruna Lima - FórumDCNTs

  • Luísa Haddad - Pé de Feijão

  • Luisete Bandeira - OPAS

  • Marília Sobral - ACT Promoção da Saúde



Relatório do 8º Encontro: www.forumdcnts.org/post/gt-alimentacao-8encontro