• FórumDCNTs

Relatório GT Doenças Cardiovasculares - 9° Encontro do FórumDCNTs 2021

Problemas prioritários identificados:

  1. Capacitação limitada da Atenção Primária à Saúde (APS), especialmente Equipes de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde, para ações de prevenção, rastreamento, diagnóstico precoce, literacia em saúde, educação continua para os autocuidados e acompanhamento efetivo das doenças cardiovasculares, incluindo: monitoramento e estratificação dos fatores de risco cardiovascular e, uso de equipamentos.

  2. Ausência de oportunidades para integrar, compartilhar e escalar soluções efetivas de programas já existentes no setor público entre os níveis federal, estadual e municipal.

  3. Falta de Point-Of-Care de perfil lipídico e hemoglobina glicada, MRPA e cadeira de auto aferição nas APS, a fim de melhorar o acesso a exames para diagnóstico, ajuste de tratamento, educação em saúde, concomitante à melhor adequação do recurso.

  4. Necessidade de migração do sistema físico de gestão e monitoramento, atualmente ineficiente e com dificuldade na interoperabilidade das diferentes plataformas utilizadas pelos diferentes gestores de saúde, para o modelo digital incluindo automação, inteligência artificial e Chatbot.

Planos dos participantes desta reunião para enfrentar os problemas prioritários identificados (próximos 6 meses)

  • Secretaria Municipal de São Paulo, com Tellus, Fundação Novartis e demais parceiros:

  • aperfeiçoamento e escala do mecanismo digital para os resultados aferidos no Cantinho Cuidando de Todos, com app para a estratificação de risco e digitalização de orientações e chatbot com automação e inteligência artificial - permitirá otimização das ações da UBS dentro da linha de cuidado, para evitar que o baixo e médio risco tornem-se alto, possibilitando comunicação mais próxima com o usuário;

  • integração do Programa Cantinho Cuidando de Todos (SMS-SP) na plataforma e-Saúde;

  • evento e materiais digitais destinados aos ACS da cidade de São Paulo para capacitação sobre DCV.

  • Iniciativas multissetoriais com Sociedades Médicas, Associações de Pessoas com DCNTs, setores público e privado de aproximação de profissionais de saúde e usuários do sistema e de educação para profissionais de saúde e pessoas com DCNTs.

  • Potencial parceria entre ABRAF e Instituto Tellus.

Avanços alcançados através de membros deste GT e suas parcerias, durante o ano de 2021:

  • Ações da ABRAF, com destaque à saúde da população negra e da região do Grajaú, e dos programas Barba, Cabelo & Coração, em parceria com UBSs e seus ACSs, CAPACIT-AS e outros para pessoas com insuficiência cardíaca e outras DCNTs.

  • Secretaria Municipal de São Paulo, com Tellus, Fundação Novartis e demais parceiros:

  • implementou o Plano de Autocuidado Pactuado, usando Chatbot, para monitoramento dos pacientes, que estavam em monitoramento residencial na pandemia com algumas UBSs;

  • transição do cartão físico para o digital, permitindo à UBS gerir as DCNTs desde o diagnóstico ao tratamento e monitoramento do usuário, e extraindo relatórios;

  • alinhou o programa ao pacote HEARTS, incluindo o Cantinho Cuidando de Todos com cadeira de auto-aferição, estratificação de risco e literacia em saúde.


Nome das instituições e seus representantes na reunião em outubro:

  • Eduardo Severian – Sanofi

  • Márcio Galvão Oliveira- UFBA (Co-Facilitador)

  • Mariana Silveira - Instituto Tellus

  • Marco Antônio da Silva – Viatris

  • Patrícia de Luca - AHF (Facilitadora e Relatora)

  • Stephanie Petti - ABRAF


Nome das instituições e seus representantes na reunião em setembro:

  • Ana Carolina de Sá - UFMG

  • Karina Mauro Dib - SMS-SP

  • Patrícia de Luca - AHF


Relatório deste GT durante o 8º Encontro do FórumDCNTs: www.forumdcnts.org/post/gt-dcv-8encontro