top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

Instituto Cactus lança 2ª Coleta do Panorama da Saúde Mental; jovens e mulheres apresentam os menores índices

Material do Instituto Cactus detalha o atual status da saúde mental dos brasileiros com alerta para mulheres e jovens entre 16 a 24 anos


O Instituto Cactus acaba de disponibilizar novos dados do Panorama da Saúde Mental, monitoramento dinâmico sobre a saúde mental dos brasileiros, traduzido pelo Índice Contínuo de Avaliação da Saúde Mental (ICASM), uma análise que reflete, dentro de um número único, o estado geral da saúde mental da população brasileira.


Foto: Divulgação

Os dados atualizados foram coletados no 2º semestre de 2023, com base em um questionário online respondido por pessoas de diferentes regiões do país e com idade acima de 16 anos. No período avaliado, o ICASM geral da população foi de 640, numa escala de zero a 1.000 pontos.


Os destaques da nova pesquisa mostram que os aspectos sociais e as questões econômicas estão associados à saúde mental dos brasileiros. De acordo com o relatório, 82% dos entrevistados afirmam ter preocupações com sua situação financeira, enquanto 22% já deixaram de fazer alguma refeição por falta de dinheiro.


O sono também está diretamente ligado à qualidade de vida dos indivíduos. 56% afirmaram ter perdido o sono frequentemente por preocupações e 71% afirmaram dormir menos de 6 horas em pelo menos uma noite nas últimas duas semanas. E como novidade da 2ª coleta, dados sobre uso das redes sociais: 94% dos respondentes usam redes sociais; 37% usam mais de 3 horas por dia, e apresentaram ICASM de 610. Já aqueles que usam menos de 1 hora por dia (21%) exibiram ICASM de 672.


Os públicos que apresentaram os menores índices no ICASM foram os jovens entre 16 e 24 anos (523 pontos) e as mulheres (593 pontos), que também indicaram menor índice em vitalidade, confiança e foco. Os resultados dessa coleta apontam, mais uma vez, para a necessidade de olharmos para essa faixa etária e para o gênero quando falamos de prevenção de condições e promoção de saúde no Brasil.


Acesse o site para fazer download dos relatórios aqui.


Responda a pesquisa sobre a utilização dos dados aqui.


Comments


bottom of page