top of page
  • FórumDCNTs

OMS divulga Diretriz sobre Intervenções de Autocuidado para Saúde e Bem-Estar

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou Diretriz sobre Intervenções de Autocuidado para todos os países e contextos econômicos como componentes críticos no caminho para alcançar a cobertura universal de saúde, promover a saúde, manter o mundo seguro e atender os vulneráveis. A recomendação é feita tendo em vista a previsão de escassez global de cerca de 18 milhões de profissionais de saúde até 2030, um recorde de 130 milhões de pessoas que precisam de assistência humanitária e existe a ameaça global de pandemias como a COVID-19.

Segundo a própria OMS, pelo menos 400 milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso aos serviços de saúde mais essenciais, e todos os anos 100 milhões de pessoas são mergulhadas na pobreza porque têm de pagar os cuidados de saúde do seu próprio bolso. Há, portanto, uma necessidade urgente de encontrar estratégias inovadoras que vão além da resposta convencional do setor de saúde. Voltada para tomadores de decisão, gestores de programas, trabalhadores da área da saúde, sociedade civil, doadores e pesquisadores, a diretriz traz recomendações sobre condições crônicas não transmissíveis (CCNTs), incluindo hipertensão, doenças cardiovasculares e diabetes. Para quem tem hipertensão, por exemplo, a OMS recomenda monitorar a pressão arterial usando tecnologias acessíveis. Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 em uso de insulina devem fazer o automonitoramento da glicemia com base na necessidade clínica individual.


A definição de autocuidado da OMS é a capacidade de indivíduos, famílias e comunidades para promover a saúde, prevenir doença, manter a saúde e lidar com doença e deficiência com ou sem o apoio de um profissional de saúde. Isto reconhece os indivíduos como agentes ativos na gestão dos seus próprios cuidados de saúde em áreas que incluem a promoção da saúde, prevenção e controle de doenças, automedicação, e reabilitação, incluindo cuidado paliativo. As intervenções de autocuidado oferecem soluções para apoiar a cobertura universal de saúde, melhorar a saúde e o bem-estar e proteger os carentes e vulneráveis, incluindo em emergências de saúde.


Para baixar a Diretriz da OMS sobe Autocuidado em Saúde, clique aqui.


Webinário

No vídeo a seguir, a OMS compartilha os resultados da pesquisa Global Value and Preferences (GVP), um documento-chave que ajudou a informar a Diretriz da OMS sobre intervenções de autocuidado para saúde e bem-estar.


Fonte: OMS

bottom of page