top of page
  • FórumDCNTs

Como o álcool afeta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Os produtos e as práticas da indústria do álcool estão entre as maiores ameaças à saúde e ao desenvolvimento no mundo e no Brasil.


Substância psicoativa com propriedades tóxicas e cancerígenas, o álcool mata 3 milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano. O álcool é um grande obstáculo ao desenvolvimento sustentável e afeta negativamente todos os aspectos da sociedade. Ele está comprometendo o capital humano, minando a produtividade econômica, erodindo o tecido social e sobrecarregando os sistemas de saúde, como mostra o relatório Álcool: Obstáculo para o Desenvolvimento Sustentável, publicado por Movendi International e ACT Promoção da Saúde.

O documento ainda relaciona o consumo do álcool ao aumento do número de condições/doenças crônicas não transmissíveis (CCNTs/DCNTs), como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e câncer, sendo responsável por sete tipos de neoplasias: boca, garganta (faringe), tubo digestivo (esôfago), laringe, mama (em mulheres), intestino (cólon e reto) e câncer de fígado.


Além da saúde humana, o álcool também prejudica a saúde do planeta. O relatório ilustra que a desregulamentação e o desfinanciamento de instituições vitais, além dos cortes de gastos, deixam o país com recursos ainda mais escassos para investir em saúde, educação, proteção social, equidade de gênero e de raça e meio ambiente. Outro aspecto apontado no relatório é o aumento dos casos de violência contra parceiros íntimos, tanto dentro quanto fora de casa, impulsionado pelo uso abusivo do álcool.


Acesse o recurso completo aqui.


Fonte: ACT Promoção da Saúde e Movendi International

bottom of page