top of page
  • FórumDCNTs

Relatório GT Diabetes - 11º Encontro do FórumDCNTs

Problemas prioritários identificados:


I. Limitação técnica especialmente na Atenção Primária da Saúde (APS) para ações de acolhimento, prevenção, diagnóstico precoce, prescrição, ajustes terapêuticos, educação em saúde, além da falta de investimentos na educação de gestores, para que entendam o processo acerca da dispensação de insumos e medicamentos, como também de educação continuada em saúde e empoderamento dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs), a fim de que possam efetuar medição de glicemia capilar e ações em prol do engajamento nos autocuidados das pessoas em risco de ou já diagnosticadas com diabetes. (desde 2022, com avanços: GT Insulinoterapia do SUS foi finalizado, porém os materiais gerados ainda não foram divulgados; inclusão dos análogos de insulina rápida no SUS; iniciativa HEARTS está na fase final de implementação, representando um avanço na APS)


II. Ausência de medicamentos previstos nos PCDTs nas UBSs, a fim de melhorar o acesso a exames para diagnóstico, acompanhamento e ajustes terapêuticos em tempo adequado (desde 2022, sem avanços: Os medicamentos seguem como uma questão prioritária; o Point-of-Care não se apresenta como uma prioridade no momento atual; a compra de insumos deve ser centralizada pelo Ministério da Saúde, pois reduzirá custos; impacto da redução do orçamento da Farmácia Popular para o próximo ano, pois há um corte previsto de 59%)


III. Carência de alinhamento estratégico, interlocução e interoperabilidade entre os vários níveis do governo para implementação efetiva de ações e programas de saúde. (desde 2022, sem avanços)


Planos dos participantes desta reunião para enfrentar os problemas prioritários identificados (próximos 6 meses)


1. Avanço com parcerias estratégicas com atores do Ministério da Saúde, CONASS/CONASEMS/COSEMS e OPAS/OMS.


2. Continuidade da implementação da iniciativa HEARTs no Brasil, projetando uma redução do risco cardiovascular com Interlocução DAF, SCTIE/CONITEC; DAPS do Ministério da Saúde.


3. Incorporação, aquisição e dispensação de novos medicamentos para tratamento de pessoas com DM no SUS (SBD, SBEM, ADJ, ANAD e FENAD).


Nome das instituições e seus representantes na reunião em outubro:

  • Elton Sady, UFMG (Relator)

  • Bruno Helman, CPD (Facilitador)

  • Karla Melo, SBD

  • Marlice Marques, SES-GO

  • Tatiana Porto, Sanofi


Nome das instituições e seus representantes na reunião em setembro:

  • Bruno Helman, Instituto Correndo Pelo Diabetes

  • Elton Prates, UFMG

  • Mônica Silveira, UNICAMP

  • Vanessa Pontirolli, Novo Nordisk

  • Karla Melo, SBD

  • Tatiana Porto, Sanofi


Avanços alcançados através de membros deste GT e suas parcerias, durante o ano de 2022:

  • Publicação do T1D INDEX (IDF /JDRF/ Life for a Child) (Implementado e Finalizado com Sucesso)

  • Alinhamento de discurso e capacitação da pessoa que for representar os/as demais brasileiros/as com diabetes em chamamentos públicos junto à CONITEC ou outros órgãos. (Implementado e Finalizado com Sucesso)

bottom of page