top of page
  • FórumDCNTs

OMS lança relatório sobre literacia em saúde para a prevenção e controle de CCNTs

Vencer as condições/doenças crônicas não transmissíveis (CCNTs/DCNTs) é um desafio de literacia em saúde, que envolve orientação e educação às pessoas, comunidades e organizações sobre como prevenir e controlar CCNTs. Em 2016, na Declaração de Xangai, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a alfabetização em saúde como um determinante crítico da saúde e que deveria ser entendida como uma prática social em que as decisões sobre saúde, e o apoio disponível para mudar ou manter comportamentos saudáveis, ​​são determinados por culturas comunitárias únicas e por fatores organizacionais e políticos que afetam as comunidades.

Para apoiar os países e parceiros na construção de ambientes responsivos de alfabetização em saúde e intervenções em todos os países, setores e partes interessadas, a OMS lançou o Relatório final do Grupo de Trabalho Global GCM/NCD sobre educação em saúde e literacia em saúde para CCNTs. O relatório fornece novos insights sobre o que as pessoas sabem sobre CCNTs e seus fatores de risco, e apela para abordagens co-concebidas, em que as vozes das pessoas com CCNTs e daqueles que realizam as intervenções são incorporadas na concepção dos serviços.


O relatório é dividido em 04 volumes:

  1. Visão geral

  2. Uma perspectiva globalmente relevante

  3. Ações recomendadas

  4. Estudos de caso dos Projetos de Demonstração de Alfabetização Nacional em Saúde da OMS

Em artigo publicado no dia 12 de dezembro na The Lancet, os autores buscam respostas para a seguinte questão: "Por que a literacia em saúde falha tanto?", e apontam que, não só a sociedade e organizações precisam adotar estratégias para enfrentar as CCNTs, como também os s formuladores de políticas precisam entender a literacia em saúde e como suas decisões afetarão diferentes populações. Clique aqui para ler.


Fonte: OMS

bottom of page