Buscar

WHO - Uso de agentes comunitários de saúde para gerir e prevenir DCNTs


As doenças não transmissíveis (DCNTs) vêm aumentando rapidamente e agora são a principal causa de carga de doenças e mortes na região Ásia-Pacífico. Essa carga cada vez maior de condições tem desafiado os sistemas de saúde nos países da região e pode dificultar as conquistas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Isso levantou preocupações entre os policy-makers sobre a necessidade de identificar abordagens inovadoras para controlar as DNTs e as necessidades de saúde do público. O fortalecimento dos serviços de atenção primária à saúde (APS) e a força de trabalho para fornecer tais serviços tem sido considerado como uma opção para atender à crescente necessidade de serviços para as DNTs. Os agentes comunitários de saúde  têm sido cada vez mais reconhecidos como uma força de trabalho de assistência médica de primeira linha para apoiar as ações do governo no combate às DNTs.

No entanto, o papel dos ACS no sistema de APS não está bem definido. Para fornecer aos formuladores de políticas um pacote de opções para envolver os ACS no tratamento de DCNT, este resumo de políticas fala sobre programas liderados por ACS, descreve os desafios para integrar programas de DCNTs e fazer recomendações. O desenvolvimento deste resumo de políticas foi baseado em experiências em quatro países da região - Bangladesh, China, Nepal e Vietnã. No entanto, vale ressaltar desde o início que nosso estudo não foi concebido para ser representativo dos quatro países, mas de natureza exploratória.

Para leitura na integra, clique aqui.

0 visualização

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube