top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

FórumDCNTs participa do ISPAD 2023 pelo melhor acesso aos cuidados de diabetes em crianças

Entre os dias 18 e 21 de outubro de 2023, o Coordenador Geral do FórumDCNTs, Dr. Mark

Graham Ogle, Mark Barone, Lucía Feito e Sana Ajmal

Barone, participou do Congresso Anual da ISPAD (International Society for Pediatric and Adolescent Diabetes). Na ocasião, além das atualizações em tratamento, estratégias educativas, ferramentas de saúde digital e modelos de cuidados, foram apresentados dados de prevalência, feitos importantes lançamentos e fortalecidas parcerias. Abaixo detalhamos alguns desses acontecimentos.



A abertura do evento já teve o Brasil como destaque por uma razão negativa, o Vice-presidente da JDRF International, Tom Robinson - que já palestrou em evento do FórumDCNTs, revelou que o país é o segundo no mundo em número de mortes de crianças por falta de diagnóstico de diabetes tipo 1. Mais dados no T1Dindex, do qual o FórumDCNTs é parceiro.

Tom Robinson (JDRF International)

Uma das sessões que consideramos de maior relevância no evento, e que atraiu muitos profissionais de diferentes nacionalistas, conforme a foto que tiramos, foi promovida pela Instituição Life for a Child (LFAC). Nela foi lançado o programa de mentoria para profissionais em países de baixa renda. Isto é, profissionais com experiência em diabetes tipo 1 em crianças, adolescentes e adultos jovens, de todo o mundo, podem se inscrever para atuar como mentores de profissionais que trabalham com essa mesma população em países de baixa renda, especialmente na África, Américas ou Ásia (saiba mais sobre o programa aqui).


Outra sessão também bastante concorrida e que motivou a todos os presentes foi promovida pelo #dedoc° (Diabetes Online Community), instituição esta que agradecemos por ter apoiado nossa participação no congresso.

David Maahs (presidente ISPAD)

Na sessão, jovens profissionais com diabetes dos países Índia, Paquistão e Uganda compartilharam suas experiências de programas que promovem acolhimento, acesso aos cuidados, educação em diabetes, e engajamento contínuo nos autocuidados de crianças e jovens. A Blue Circle Diabetes Foundation, por exemplo, apesar de menos de uma década de existência, atua em quase toda a Índia através de grupos de apoio presenciais e

Egesa Moses e #dedoc° voices

online, facilitados por seus muitos voluntários. O relato do representante da Uganda, Egesa Moses, emocionou a todos, revelando o poder da conexão e confiança que crianças com diabetes tipo 1 depositam nele, por também ter esse tipo de diabetes e ser um Guerreiro experiente (os participantes do programa em Uganda - crianças e líderes - são chamados de Warriors).



Por fim, os temas de saúde mental, tratamento de obesidade em crianças e crianças com diabetes na escola também tiveram muito destaque no evento. No caso de saúde mental, a Dra. Monica Silveira, professora da UNICAMP e participante do FórumDCNTs apresentou resultados de seus estudos, enfatizando a necessidade de atenção à saúde mental nos cuidados de pessoas com diabetes e de acesso facilitado aos profissionais de psicologia e psiquiatria; assim como que esses profissionais estejam preparados para entender as questões de saúde mental relacionadas ao diabetes.


Quanto ao tratamento de obesidade em crianças, foram apresentados estudos dos medicamentos usados em adultos em crianças. Apesar de ainda não aprovados para essa faixa etária, parecem apresentar resultados efetivos na perda de peso, mas têm previsão de acesso limitado devido aos altos custos.


Phil Riley (IDF)

Quanto ao tema já tradicional de Diabetes em Escolas, tanto a ISPAD quanto a IDF organizaram sessões sobre o tema. Muitos participantes revelaram construir alternativas customizadas para promover educação de equipes escolares em seus países. Ao mesmo tempo, a IDF reapresentou seu programa KiDS, que conta com mais países aderentes por já estar traduzido em mais de 20 idiomas (no Brasil uma das implementações do KiDS foi premiada no Concurso de Melhores Projetos de CCNTs em 2021, do FórumDCNTs).

Paula Chinchilla

A ISPAD solicitou contribuições ao seu Posicionamento 2023 sobre Crianças com Diabetes Tipo 1 nas Escolas e expressou intenção de continuar evoluindo na produção de orientações a esse respeito, enfatizando ser fundamental a implementação de políticas que regulamentem os cuidados das crianças com diabetes na escola em cada país.

Comments


bottom of page