top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

NCD Alliance lança Guia de Intervenções da Sociedade Civil para Prevenção de DCNTs

Cerca de 80% das condições crônicas não transmissíveis (CCNTs) podem ser evitadas pela redução da exposição aos principais fatores de risco associados a elas. Esse e outros dados estão presentes no novo "Guia da sociedade civil para avançar nas políticas de prevenção de DCNTs: desvendando as Best Buys da OMS e outras intervenções recomendadas", da NCD Alliance.

A publicação tem como tema central as "Melhores Compras da OMS" para a prevenção de CCNTs, e destaca soluções políticas e econômicas, baseadas em evidências e prontas para uso que os governos podem usar para controlar as CCNTs e prevenir a exposição a seus principais fatores de risco modificáveis.


As diferentes políticas de gerenciamento e cuidados pelos principais fatores de risco também são abordadas como o uso de tabaco, uso de álcool, sedentarismo, alimentação não saudável ​​e poluição do ar. De acordo com a NCD Alliance, investir na implementação dessas políticas gera grandes retornos. Exemplo, cada US$ 1 (R$ 5,06 na cotação atual) investido traz um retorno médio de US$ 7 (R$ 35,45 na cotação atual).


Cerca de 8,2 milhões de mortes prematuras poderiam ser evitadas, o que poderia gerar US$ 350 bilhões (R$ 1.7 bilhão na cotação atual) em crescimento econômico em países de baixa e média renda em pouco mais de uma década.


A NCD Alliance, por meio da publicação de seu novo guia, convoca toda a sociedade civil a continuar com o posicionamento referente aos cuidados e gerenciamento de CCNTs no mais alto nível político, defendendo que os governos adotem e invistam nas melhores compras e intervenções recomendadas sobre as CCNTs, com a garantia que os tomadores de decisão façam o que dizem, traduzindo os compromissos em ações.


Acesse o guia na íntegra. Clique aqui!


Fonte: NCD Alliance

Commenti


bottom of page