top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

Ofício à Ministra da Saúde sobre Urgência do Acesso aos Cuidados do Diabetes Tipo 1 no Brasil - 14 entidades

Abaixo, íntegra do ofício encaminhado em 5 de abril de 2024 à Ministra da Saúde do Brasil pelo FórumCCNTs em parceria com 9 entidades nacionais e 4 entidades internacionais



Excelentíssima Senhora Ministra da Saúde do Brasil, Dra. Nísia Trindade,


Vimos respeitosamente a V.Exa. através deste ofício também publicado em nosso site, como as principais entidades nacionais e internacionais que representam pessoas vivendo com diabetes, expressar nosso apoio para que o Brasil, alcance as metas do Global Diabetes Compact até 2030, conforme estabelecidas pelos Estados Membros em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e listadas abaixo.


●  80% das pessoas que vivem com diabetes diagnosticadas.

●  80% das pessoas com diabetes diagnosticado alcançando controle da glicemia.

●  80% das pessoas com diabetes diagnosticado alcançando controle da pressão arterial.

●  60% das pessoas com diabetes e 40 anos de idade ou mais recebendo estatinas.

● 100% das pessoas com diabetes tipo 1 com acesso a insulina e automonitoramento da glicemia.


Ao mesmo tempo, preocupam-nos as estatísticas indicando que pessoas diagnosticadas com diabetes tipo 1, aos 10 anos de idade, em nosso país, apresentam redução da expectativa de vida de 25,4 anos. Portanto, vivendo em média 50,1 anos, em comparação com 75,5 anos da população em geral. Sabemos que não é simples mudar esse cenário. A despeito disso, é amplamente sabido que o pronto diagnóstico e acesso aos medicamentos essenciais, automonitoramento da glicemia, acompanhamento por equipe multidisciplinar e educação em diabetes são elementos fundamentais e com enorme potencial para melhorar essa situação. Apenas o diagnóstico apropriado e em tempo oportuno devolveria 4,1 anos saudáveis a essas pessoas. Já o acesso ao glicosímetro com número de tiras adequado, associados ao acesso contínuo às insulinas prescritas, restaurariam mais 6,7 anos de vida saudável às pessoas com diabetes tipo 1.


Graças ao engajamento de V.Exa., temos a confiança de que em pouco tempo conseguiremos melhorar o atual cenário e, para tanto, colocamo-nos à disposição de V.Exa. e vossa equipe. Enfatizamos, que a OMS tem em sua lista de medicamentos essenciais as insulinas análogas de ação prolongada (EML-WHO), e em sua recém atualizada lista de diagnósticos essenciais (EDL-WHO) os glicosímetro e tiras para automonitoramento da glicemia. Reconhecendo, portanto, a importância de os países fornecerem aos seus cidadãos com diabetes esses itens. Entendemos que os custos para aquisição deles podem ser uma barreira. Por esse motivo, tomamos a liberdade de compartilhar duas estratégias para reduzir esses custos. Uma delas é a compra de ambos os itens em parceria com a Organização Pan Americana da Saúde (OPAS), através de seu Fundo Estratégico da OPAS. A outra alternativa, para a aquisição de glicosímetros e tiras para automonitorização da glicemia – e analisadores portáteis e pequenos de hemoglobina glicada (HbA1c), recomendados pela OMS para uso em ambientes comunitários e unidades de saúde sem laboratórios de análises clínicas, algo já testado no brasil com resultados positivos (1, 2 e 3) – a preços reduzidos, é plataforma global DxConnect Marketplace.


Despedimo-nos agradecendo a cordial atenção de V.Exa. e confiamos que a incorporação e dispensação gratuita à população com diabetes que necessite de análogos de insulina, glicosímetro e tiras para automonitoramento será priorizada, assim como a ampliação e otimização das estratégias para diagnóstico oportuno. Colocamo-nos à disposição para o que pudermos auxiliar nesse urgente avanço que salvará muitas vidas e devolverá saúde a muitos cidadãos do Brasil.


05/04/2024

 

Mark Barone, PhD

Fundador e Coordenador Geral

Fórum Intersetorial de CCNTs no Brasil (FórumCCNTs)

 

Balduino Tschiedel, MD, MSc

Presidente

Instituto da Criança com Diabetes (ICD)

 

Beatrice Vetter, PhD

Director, Non-communicable diseases

FIND, Diagnosis for all

 

Elton Junio Sady Prates, BSN

Secretário Geral

Associação Brasileira de Enfermagem Seção Minas Gerais (ABEn-MG)

 

Fadlo Fraige Filho, MD, PhD

Presidente

Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD)

Federação Nacional das Associações e Entidades de Diabetes (FENAD)

Região das Américas do Sul e Central da Federação Internacional de Diabetes (IDF-SACA)

 

Graham Ogle, MD, PhD

General Manager

Life for a Child (LFAC)

 

Jaqueline Correia

Presidente

Instituto Diabetes Brasil

 

Hermelinda Pedrosa, MD

Vice-president, D-Foot International

Vice-president, International Diabetes Federation (IDF)

 

Michely Arruda Bernardelli

Presidente

Associação Doce Vida

@docevidalages

 

Mônica S. Vilela da Mota Silveira, MD, PhD

Presidente

Instituto de Saúde Mental e Diabetes

 

Ronaldo José Pineda Wieselberg, MD, MPH

Presidente

ADJ Diabetes Brasil

 

Ruy Lyra, MD, MSc, PhD

Presidente

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD)

コメント


bottom of page