• FórumDCNTs

Abertas inscrições para 2° Edição do Prêmio de Comunicação Fundação José Luiz Egydio Setúbal

Estão abertas as inscrições para o Prêmio de Comunicação Fundação José Luiz Egydio Setúbal, que chega a sua segunda edição. O objetivo é valorizar a produção de conteúdos que tratem da saúde de crianças e adolescentes. Podem ser inscritos reportagens e materiais produzidos de junho do ano passado a junho próximo, quando se encerram as inscrições. O resultado será divulgado em setembro, com premiação de R$ 70 mil reais divididos entre as categorias.

Dentre as novidades deste ano está o aumento da premiação em dinheiro – os profissionais passam a ganhar R$ 10 mil reais por trabalho vencedor, e R$ 5 mil para os estudantes – um aumento de 40% em relação ao ano passado. E, a categoria Campanha de Comunicação, vai permitir a participação de órgãos públicos dos Estados e municípios.


Na primeira edição do prêmio, quase 200 trabalhos foram inscritos, e a expectativa agora é aumentar a abrangência. “A qualidade das reportagens e materiais que recebemos em 2021 foi altíssima, e neste ano queremos chegar a um maior número de jornalistas e criadores de conteúdo, para ampliar a visibilidade em torno das importantes histórias que contam”, afirma José Luiz Egydio Setúbal, presidente da fundação que leva seu nome.


A Fundação José Luiz Egydio Setúbal é hoje um dos principais agentes de fomento à saúde infantil no país atuando por meio da assistência direta às crianças no Hospital Sabará (SP) e promovendo pesquisa e ensino no Instituto Pensi. Também faz advocacy, desenvolve estudos relacionados à filantropia e dissemina informação em várias plataformas como o canal do Youtube Saúde da Infância.

Quem pode participar do prêmio:

  • Jornalistas, comunicadores e produtores de conteúdo (“creators”);

  • Profissionais da área de saúde que produzam conteúdo focado no tema do prêmio;

  • Sociedades médicas, organizações da sociedade civil, coletivos de comunicação, órgãos estaduais e municipais que tenham iniciativas na área;

  • Estudantes universitários de graduação (que concorrerão separadamente dos profissionais e comunicadores já formados).

Quais as categorias:

  • Texto: reportagens ou séries de reportagens em meio impresso ou digital;

  • Áudio: reportagens ou séries de reportagens produzidas para rádio ou no formato podcast;

  • Vídeo: reportagens ou séries de reportagens para a TV em geral ou em plataformas de vídeos como o YouTube ou Vimeo;

  • Iniciativas digitais: conteúdos para sites/plataformas ou mídias sociais como Facebook, Instagram, Tik Tok, Twitter, dentre outras;

  • Campanhas de comunicação: iniciativas produzidas por entidades de classe de saúde, ONGs, coletivos de comunicação, órgãos estaduais e municipais sobre temas relacionados à causa da saúde.

As inscrições vão até o dia 30 de junho. O júri irá divulgar os nomes dos três finalistas de cada categoria no mês de agosto. Em setembro será anunciado o nome do “grande vencedor” para cada uma destas cinco categorias, tanto profissionais formados quanto estudantes, totalizando nove vencedores.

Inscrições aqui