• FórumDCNTs

Campanha Vape Vicia alerta para os riscos dos cigarros eletrônicos e outros dispositivos para fumar

Confira 05 verdades que a indústria do tabaco não quer que a população saiba. Uma delas é que os cigarros eletrônicos podem matar.


"Novos cigarros, velhos problemas" é o conceito da nova fase da campanha Vape Vicia, que a ACT Promoção da Saúde está realizando no mês de agosto a fim de alertar sobre os riscos causados à saúde pelos dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), conhecidos como vaporizadores ou vapes, que englobam cigarro eletrônico e tabaco aquecido.

A campanha rebate diversos argumentos de fabricantes destes produtos, que, muitas vezes, adicionam sabores e adoçantes para melhorar o gosto e aumentar o consumo. No entanto, a maior parte dos vapes tem nicotina, que é altamente viciante. De acordo com a campanha, os DEFs também são responsáveis pelo aparecimento de uma nova condição que provoca lesões no pulmão e pode levar à morte. Essa síndrome já tem um nome: Lesão Pulmonar Associada a Produto de Vaping ou Cigarro Eletrônico, conhecida como Evali (E-cigarette or Vaping product use-Associated Lung Injury).


Além de divulgação nas redes sociais, site e vídeos, no Dia Nacional de Combate ao Fumo (29/08) haverá estandes em algumas estações de metrô em São Paulo e representantes das instituições parceiras farão ações com os usuários. A campanha tem apoio da Organização Pan-Americana de Saúde, do Centro de Referência de Atendimento a Tabaco, Álcool e Outras Drogas, da Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina, da Liga de Tratamento do Tabagismo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, do Instituto Dante Pazzanese e da Vital Strategies.


5 Verdades sobre os Cigarros Eletrônicos

Para conseguir comercializar os produtos no Brasil, a indústria do cigarro e fabricantes de DEFs querem convencer a opinião pública, os pais e as autoridades brasileiras que os vaporizadores fazem menos mal que o cigarro convencional. A verdade é que o cigarro eletrônico ou de tabaco aquecido não afasta os fumantes do fumo. Ao contrário, pode ser usado para atrair novos consumidores. Nas peças de divulgação, a ACT Promoção da Saúde busca combater 05 dos principais mitos sobre vapes, propagando as verdades sobre eles. Confira:


1. Cigarros eletrônicos causam dependência

Não é fácil deixar de usar cigarros eletrônicos porque, assim como os cigarros convencionais, eles contêm nicotina, substância que causa dependência. Algumas das versões eletrônicas têm sal de nicotina, que é ainda mais potente e viciante.


2. Cigarros eletrônicos causam doenças e prejudicam os pulmões

Usar cigarros eletrônicos faz mal para os pulmões. Esses dispositivos podem causar lesões graves e já levou um usuário a fazer um transplante pulmonar duplo, mesmo sendo jovem e com relativamente pouco tempo de uso.


3. Não é vapor e é tóxico para você e para os outros

O que chamam de vapor não tem nada de vapor de água. É um aerossol com muitas substâncias tóxicas, fazendo mal tanto para quem usa quanto para quem está do lado.


4. A venda de cigarros eletrônicos é ilegal

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa não permite a venda, importação e propaganda de cigarros eletrônicos no Brasil. Todos os dispositivos no mercado são ilegais e frutos de contrabando.


5. Usar cigarros eletrônicos aumenta as chances de infarto

A nicotina presente nos cigarros eletrônicos faz mal para o coração, eleva a pressão arterial e aumenta a chance dos usuários sofrerem infarto. Não existe cigarro seguro.


Acesse aqui o material da Campanha Vape Vicia e divulgue.


Fonte: Campanha Vape Vicia