top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

Construção Intersetorial da LCSO estadual em Mato Grosso do Sul - Finalista Melhores Projetos FórumCCNTs 2024

Nome do Projeto: Apoio para Construção Intersetorial da LCSO estadual em Mato Grosso do Sul

Responsável pelo projeto: Camila Medeiros da Silva Mazzeti (representando o GT-LCSO)

Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul


Instituições parceirasA Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS), com apoio da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde (CGAN/MS), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Faculdade de Mato Grosso do Sul (FACSUL), a Associação sul-mato-grossense de Nutrição (ASMAN), Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN), Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Região e o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome



Sobre o Projeto:

O objetivo do Grupo de Trabalho da Linha de Cuidado do Sobrepeso e Obesidade foi  construir da Linha de Cuidado do Sobrepeso e Obesidade (LCSO) em Mato Grosso do Sul, viabilizando sua implementação e atendendo ao recomendado pelo Ministério da Saúde em suas diretrizes, por meio de ações voltadas para as características epidemiológicas e estruturais do território, com escuta ativa dos atores envolvidos. Além disso, o projeto visou a construção e integração da LCSO na Rede de Atenção à Saúde (RAS) do estado e dos municípios de maneira mais orgânica. A alta prevalência de obesidade em Mato Grosso do Sul, levou o estado a ocupar o primeiro lugar no ranking nacional de mortes atribuíveis e o sexto lugar em custo atribuível relacionado ao excesso de peso. Havia uma ausência de LCSO na RAS no estado, por causa disso houve o planejamento para a implementação.


O projeto contemplou todos os municípios do estado, com potencial para beneficiar todos os usuários do SUS com excesso de peso, integrando ações da Coordenadoria Estadual de Condições Crônicas (SES/MS), secretarias municipais de saúde (SMS) e instituições de ensino. Seu público-alvo foram profissionais da Redes de Atenção à Saúde (RAS) das SMS do estado, com ênfase na Atenção Primária à Saúde Os membros do público-alvo participaram ativamente do projeto, desde o planejamento até a avaliação, por meio de oficinas presenciais de capacitação. Além de reuniões do Grupo de Trabalho da LCSO composto por 38 profissionais e gestores do SUS de diversas áreas de formação, bem como instituições de ensino superior. E futuras consultas públicas para publicação da LCSO.


Foram realizadas ações como diagnóstico nutricional da população, diagnóstico dos serviços ofertados por meio de visitas aos pontos da RAS, oferta de oficinas preparatórias de formação para qualificação profissional nas quais tiveram alta adesão (73,0% dos municípios do estado) e avaliação positiva (89,3%) e publicação de documentos técnicos. Além disso, resultou na criação de fluxos e na carteira de serviços com recorte para o sobrepeso e obesidade. O projeto passou por avaliação e monitoramento, com resultados indicando que suas ações foram bem-sucedidas em propor uma LCSO coesa com o território, com ações concomitantes e abrangentes. Este processo envolveu diversos parceiros, incluindo universidades, entidades de classe e demais órgãos governamentais. A escalabilidade do projeto para outros locais pode beneficiar usuários do SUS com excesso de peso, oferecendo cuidados mais estruturados e resolutivos.


Saiba Mais:






Comments


bottom of page