top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

Brasil é destaque em relatório revisado da OPAS sobre o combate ao tabagismo nas Américas

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) publica a edição revisada do “Relatório sobre o Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022”, já com o progresso da implementação do pacote técnico MPOWER durante os anos de 2018 e 2021. O Brasil aparece em destaque em ações e políticas antitabagismo.

O novo relatório aponta para o progresso significativo no controle do tabaco, mas apresenta lacunas que impedem a aceleração da agenda em nível global, com 26 dos 35 Estados Membros das Américas que implementam ao menos uma medida do pacote técnico MPOWER, o que representa 96% da população da região.


Entre os países citados, 5,4% dos jovens entre 13 e 15 anos no Brasil fumam cigarros, sendo que 0,2% consomem o cigarro eletrônico. Entre os adultos acima de 18 anos, 12,6% das pessoas fumam tabaco, com prevalência de homens (15,9%) na comparação com as mulheres (9,6%). O país segue como destaque no pacote MPOWER com ações antitabagistas no transporte público, em escolas, hospitais, restaurantes, publicidade veiculada na televisão, rádio e internet, além de taxar os produtos de tabaco com crescimento de 57,15% para 81,55% nos impostos de cigarros entre os anos de 2008 e 2020.


Mesmo com a região das Américas em destaque como segunda menor prevalência de consumo de tabaco no mundo, mais uma vez a pandemia de COVID-19 se apresenta como grande ameaça desses avanços na agenda. O crescente desenvolvimento de novos produtos com tabaco e nicotina surgem como grandes desafios para todas as políticas globais.


Acesse o documento aqui.


bottom of page