• FórumDCNTs

30ª Conferência Sanitária Pan-Americana aprova a Política de Melhoria da Saúde Mental

Documentos inclui 5 linhas estratégicas de ação e convoca Estados Membros a considerar a saúde mental como prioridade.


Ministros da Saúde e autoridades de alto nível de todas as Américas discutiram e aprovaram a Política para Melhoria da Saúde Mental durante a 30ª Conferência Sanitária Pan-Americana, em Washington (DC), realizada entre os dias 26 e 30 de setembro. A nova política orientará a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a apoiar os Estados Membros em sua cooperação técnica para melhorar a saúde mental como prioridade para o avanço do desenvolvimento sanitário, social e econômico na Região no contexto da pandemia de COVID-19.


A política inclui 5 linhas estratégicas de ação:


1) Construir liderança, governança e parcerias multissetoriais de integração da saúde mental em todas as políticas;

2) Melhorar a disponibilidade, acessibilidade e qualidade dos serviços comunitários para saúde mental e uso de substâncias;

3) Avançar nas estratégias e atividades de promoção e prevenção ao longo da vida;

4) Reforçar a integração da saúde mental e apoio psicossocial em contextos de emergência e

5) Fortalecer dados, evidências e pesquisas.


A 30ª Conferência Sanitária Pan-Americana instou os governos a promover o aumento do investimento, tanto financeiro quanto humano, para cuidados de saúde mental e construir sistemas de saúde mental mais fortes e resilientes para o período pós pandemia. Além disso, melhorar e ampliar os cuidados de saúde mental comunitários equitativos e abrangentes, e integrar ainda mais a saúde mental em todos os níveis de atenção, para assim garantir o progresso em direção à cobertura universal de saúde.


Lições aprendidas com a pandemia do COVID-19 para enfrentar os desafios do futuro


Ainda durante a 30ª Conferência Sanitária Pan-Americana, foi realizado um evento paralelo para discutir as lições aprendidas com a pandemia de COVID-19 no enfrentamento aos desafios de saúde mental da Região para o futuro, como mudanças climáticas e desigualdade. “Os Estados Membros da OPAS encontraram abordagens inovadoras para responder às demandas de saúde mental durante a pandemia de COVID-19, incluindo o uso da telessaúde”, disse o Diretor da OPAS, Dr. Jarbas Barbosa da Silva Jr., do Brasil. “Mas é preciso muito mais para garantir uma verdadeira transformação da saúde mental por meio de ações políticas no mais alto nível, parcerias multissetoriais fortalecidas, investimentos em infraestrutura, recursos humanos e serviços”, concluiu.


A seguir, confira alguns documentos importantes:

  • Relatório Oficial da 30ª Conferência Sanitária Pan-Americana. Clique aqui.

  • Diretrizes da OMS sobre Saúde Mental no Trabalho: o material fornece recomendações baseadas em evidências para promover a saúde mental, prevenir problemas de saúde mental e permitir que pessoas que vivem com problemas de saúde mental participem e prosperem no trabalho. Clique aqui.

  • Guia de Orientação sobre Serviços Comunitários de Saúde Mental: promovendo abordagens centradas na pessoa e baseadas em direitos. Clique aqui.


Fonte: OPAS