top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

ResMed divulga Pesquisa do Sono; ansiedade é o principal obstáculo para os brasileiros com Apneia do sono

A ResMed divulga o seu mais novo material, didático e interativo, a fim de tratar sobre o sono, mais precisamente com o material "Descubra seus Super Poderes do Sono". O recurso está disponível para o público e leva de maneira simples a informação sobre um assunto que está diretamente ligado a todos, a qualidade do sono.


Foto: Reprodução

Dormir mal talvez seja uma das ameaças mais poderosas enfrentadas no mundo. Ele pode privar a energia, bom humor e produtividade, ou seja, a privação crônica de sono é um problema real. A Pesquisa do Sono da ResMed de 2024 revela que as pessoas precisam dormir mais. Quase 4 em cada 10 pessoas em todo o mundo têm menos de três boas noites de sono por semana. Mas ela também mostra os "superpoderes" que são possíveis de desbloquear com uma boa noite de sono:


Foram mais de 36 mil pessoas entrevistadas no ano passado, com amostras nacionalmente representativas de 17 países diferentes. Quase metade (51%) da amostra se identifica como homens, 48% como mulheres e menos de 1% como outros. O trabalho de campo ocorreu entre 11 de dezembro de 2023 e 2 de janeiro de 2024 e a idade média da amostra total é de pouco menos de 44 anos, com uma amostra representativa das faixas etárias entrevistadas em cada país.


Uma das condições abordadas e que é tema de diversos assuntos do FórumCCNTs é a apneia do sono, um dos distúrbios do sono mais comuns, porém o mais não diagnosticado. 1 a cada 3 pessoas são afetadas pela condição e 4 em cada 5 pessoas desse grupo não têm o diagnóstico correto. São 936 milhões de pessoas com apneia do sono no mundo, e o Brasil aparece como o quarto país entre os 17 listados com mais diagnósticos de apneia do sono, 27%, atrás de Índia (46%), China Continental (36%) e Hong Kong (31%).


Brasil tem 1 a cada 4 pessoas com diagnóstico de apneia do sono. Foto: Reprodução

A apneia do sono se caracteriza como uma condição crônica na qual os músculos da garganta relaxam durante o sono, restringindo o fluxo de ar. Como resultado, o corpo se sacode para despertar e respirar, fazendo com que muitos experimentem interrupções do sono durante a noite. Embora o ronco seja o sintoma mais comum da apneia do sono, os níveis de conscientização em relação aos sintomas associados à apneia do sono e à própria condição são de apenas 54%.

Apesar de conhecer todos os benefícios que uma boa noite de sono pode trazer, 14 dos 17 países pesquisados recebem menos do que as horas recomendadas de sono noturno, muito menos descanso de qualidade e sem perturbações. Globalmente, os indivíduos estão enfrentando interrupções em seus padrões de sono, com a ansiedade pessoal afetando 42% dos entrevistados, seguida pelo estresse relacionado ao trabalho em 27% e pressões financeiras em 25%. A ansiedade perturba o sono desproporcionalmente para 3 a cada 5 pessoas no Brasil (60%), já as pressões financeiras afetam o sono de 39% de brasileiros.


Seja no trabalho, em casa ou nas atividades que fazemos no fim de semana, uma noite de sono repousante tem o poder de transformar qualquer mero mortal em um super-herói do sono de pleno direito, alguém que está pronto para assumir qualquer coisa que o dia

traga. A melhoria na produtividade, por exemplo, foi de 60%, e é um dos principais benefícios de estar bem descansado para 4 em cada 5 brasileiros (78%).


Confira esses e outros importantes dados Pesquisa do Sono elaborada pela ResMed. Clique aqui.


Acesse o site da campanha da ResMed. Clique aqui.


Fonte: ResMed

Comments


bottom of page