• FórumDCNTs

Rótulos de octogonais têm melhor desempenho na escolha de alimentos saudáveis

“Este estudo é vital porque alimentos e bebidas não-saudáveis estão associados a algumas de nossas doenças e condições mais mortais, como hipertensão, diabetes e obesidade”, diz o especialista da OPAS sobre o importante estudo na Jamaica.


Os rótulos de advertência nutricional octogonais em produtos alimentícios e bebidas tiveram o melhor desempenho em ajudar os consumidores a fazer escolhas mais saudáveis, de acordo com o primeiro estudo sobre sistemas de rotulagem na frente da embalagem no Caribe. O estudo mostrou que as advertências octogonais são as mais fáceis de entender e usar pelos consumidores jamaicanos que escolhem alimentos e bebidas em supermercados em nove freguesias em todo o país.

As advertências octogonais são um dos vários tipos diferentes de sistemas de rotulagem desenvolvidos para indicar quando os alimentos e bebidas são ricos em açúcar, sódio/sal, gorduras, gorduras saturadas e gorduras trans. O estudo, um ensaio clínico randomizado, comparou a eficácia de três tipos diferentes de sistemas de rotulagem em ajudar os consumidores a identificar os produtos menos nocivos; identificar se os produtos continham quantidades excessivas de açúcares, gorduras e/ou sódio; e decidir comprar o produto menos prejudicial com mais frequência. Os participantes, entrevistados entre dezembro e fevereiro, eram de diferentes idades, gêneros e níveis socioeconômicos e educacionais.


“Este estudo mostrou claramente que os rótulos octogonais funcionam melhor para ajudar as pessoas a identificar e escolher alimentos mais saudáveis”, disse o Dr. Anselm Hennis, diretor do Departamento de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis e Saúde Mental da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que coordenou o estudo.


Junto com as advertências octogonais (WRN), as outras etiquetas da frente da embalagem utilizadas no estudo foram a lupa (MGG) e o semáforo (TFL). As informações nutricionais sobre os produtos listados na frente da embalagem (CRT) foram usadas como controle, o que significa que os três tipos de rótulos foram comparados com ela.


No estudo, cada grupo de participantes viu modelos de produtos com uma das etiquetas na frente da embalagem e foi solicitado a realizar três tarefas para diferentes categorias de produtos: selecionar a opção de compra (eles também poderiam optar por não comprar qualquer um dos produtos); selecione a opção menos prejudicial; e identificar os nutrientes em excesso nos produtos.


Para a primeira tarefa, os participantes mostraram que para os produtos com advertências octogonais era duas vezes mais provável a escolha de produtos alimentícios menos nocivos (aumento de 1,9 vezes), em comparação com os dados nutricionais iniciais. A lupa e as etiquetas de aviso nos semáforos não ajudaram os participantes a escolher os produtos menos nocivos com mais frequência.


Para a segunda tarefa, os participantes identificaram corretamente os produtos menos nocivos com duas vezes mais frequência (aumento de 2,1 vezes) nos produtos com rótulos de advertência octogonais, em comparação com os dados nutricionais iniciais. Em comparação, os participantes mostraram que os produtos com a lupa tinham apenas 60% mais chances de identificar os produtos menos prejudiciais, enquanto o rótulo do semáforo não ajudou os consumidores em sua tomada de decisão.


Para a terceira tarefa, os produtos com advertências octogonais foram nove vezes mais propensos a serem identificados corretamente quanto ao excesso de açúcares, gorduras saturadas ou sódio, em comparação com aqueles produtos mostrados com informações nutricionais iniciais. Com a lupa os participantes tiveram 5,8 vezes mais chance de identificar corretamente os produtos com excesso de nutrientes, e os participantes que viram produtos com o semáforo tiveram 3,4 vezes mais chances de fazê-lo.


“Este estudo valida a proposta da Organização Regional de Padrões e Qualidade da CARICOM para a adoção de advertências octogonais em alimentos e bebidas em todo o Caribe”, disse o Dr. Hennis. A organização propôs que a CARICOM adote as advertências octogonais como o padrão sub-regional para a rotulagem de alimentos pré-embalados. Espera-se que a decisão da CARICOM seja finalizada em abril de 2021.


O estudo, concebido, desenhado e conduzido pelo Ministério da Saúde e Bem-Estar da Jamaica, pela Universidade de Tecnologia da Jamaica e pela OPAS, contribui para o corpo de evidências científicas robustas acumuladas em outros países das Américas.


Adaptado por Lucas Xavier do artigo publicado pela OPAS: Octagonal warning labels perform best in helping consumers choose healthier food, major study in Jamaica shows