• FórumDCNTs

NCD Alliance desenvolve Agenda Global de DCNTs para mitigar ameaças trazidas pela COVID-19

A NCD Alliance desenvolveu a Agenda Global de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs) para a Resiliência e Recuperação da crise da COVID-19, com a finalidade de responder à crise atual instalada pela pandemia, e que está longe de terminar, e ajudar os gestores políticos na reconstrução do país, além de se preparar para as ameaças futuras. As recomendações destinam-se a apoiar os líderes e decisores políticos a intensificar ações e investimentos políticos equitativos e rentáveis para reforçar a saúde da população e construir sistemas de saúde mais resilientes.


O material apresenta 12 recomendações a partir de três pilares:


1. Governação: Redefinir prioridades e poder, e aferir o que importa;

2. Prevenção: Dar prioridade à saúde da população como caminho para se estar preparado;

3. Sistemas de saúde: Mais justos e aptos para o futuro.


Segundo a NCD Alliance, as respostas para os desafios impostos pela pandemia até à data têm sido inadequadas, revelando falhas na solidariedade internacional e agravando as desigualdades. No entanto, a resposta à pandemia proporciona uma oportunidade de aprender algumas lições e assegurar que as inovações, recursos e tecnologias mobilizadas possam também ter um impacto transformador no combate às DCNTs mundialmente predominantes, que matam anualmente mais de 40 milhões de vidas e conduzem cerca de 100 milhões de pessoas à pobreza. Para a NCD, a forma como as DCNTs forem abordadas pela ação política futura, incluindo a discussão do tratado internacional sobre pandemias, irá aumentar ou diminuir a eficácia da resposta pandêmica.



Assim, a Agenda Global de DCNTs para a Resiliência e Recuperação da crise da COVID-19 apresenta soluções vantajosas para todas as partes, com o intuito de garantir que todos os países possam se recuperar de forma mais sólida e abraçar um futuro mais seguro e saudável. A agenda é guiada pelos princípios de equidade e qualidade dos cuidados, colocando as pessoas em primeiro lugar. As recomendações são fundamentadas por peritos de saúde global, incluindo pessoas que vivem com DCNTs e organizações da sociedade civil.


Clique aqui para acessar o documento.


Fonte: NCD Alliance