top of page
  • Foto do escritorFórumDCNTs

OMS pede o fim de subsídios dos governos para plantações de tabaco

Pedido da Organização Mundial da Saúde acontece pouco antes do Dia Mundial sem Tabaco em 31 de maio; OMS também apoia os cultivos mais sustentáveis ​​e que podem alimentar milhões de pessoas


O Dia Mundial sem Tabaco acontece no dia 31 de maio e a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz o apelo para que os governos pelo mundo parem de subsidiar plantações de tabaco e busquem apoiar aos cultivos sustentáveis de alimentos. A partir desse fato, a ACT Promoção da Saúde elabora a “Carta sobre a urgência da retomada do Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco”, endossada pelo FórumDCNTs.

Foto: OMS

Criado em 1987 pela OMS, o Dia Mundial sem Tabaco é o momento que busca alertar sobre as consequências negativas que seu consumo traz, principalmente com relação às doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs). O Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da OMS, destaca que a troca do tabaco por alimentos é o que há de mais necessário na sociedade atual. “O tabaco é responsável por 8 milhões de mortes por ano, mas os governos de todo o mundo gastam milhões apoiando as plantações de tabaco. Ao escolher cultivar alimentos em vez de tabaco, priorizamos a saúde, preservamos os ecossistemas e fortalecemos a segurança alimentar para todos”, completa.


Atualmente são mais de 300 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar aguda no planeta, sendo que 3 milhões de hectares de terra, em mais de 120 países, cultivam o tabaco. Estima-se que aproximadamente 1 milhão de crianças trabalhem em fazendas de tabaco e o Dr. Ruediger Krech, Diretor de Promoção da Saúde da OMS, alerta para esses riscos de quem trabalha no plantio. “O tabaco não é apenas uma grande ameaça à insegurança alimentar, mas também à saúde em geral, incluindo a saúde dos produtores de tabaco. Os agricultores estão expostos a pesticidas químicos, fumaça de tabaco e tanta nicotina quanto encontrada em 50 cigarros – levando a doenças como doenças pulmonares crônicas e envenenamento por nicotina".


Com o pensamento de fazer a diferença e apoiar a OMS, a ACT Promoção da Saúde elabora a “Carta sobre a urgência da retomada do Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco”, que vai de encontro ao tema do Dia Mundial Sem Tabaco de 2023 “Precisamos de alimentos, não de tabaco”.


Endossada pelo FórumDCNTs, a carta tem a intenção de conscientizar sobre o controle do tabaco, e fomentar a promoção da alimentação saudável e adequada, bem como a proteção do meio ambiente e das próprias pessoas que cultivam tabaco. Esse documento será entregue ao Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Luiz Paulo Teixeira Ferreira, convidado para o Congresso Nacional na próxima segunda-feira (29) para a Solenidade em virtude do Dia Mundial Sem Tabaco.


A ACT Promoção da Saúde coleta adesões institucionais à carta. Caso a Instituição, representada formalmente por você deseja aderir, por favor preencha o formulário até dia 30 de maio de 2023, às 14h.


Acesse a carta da ACT Promoção da Saúde aqui.


Fonte: Organização Mundial da Saúde e ACT Promoção da Saúde


Veja também:



Comments


bottom of page